Tamanho do texto:
A
A
A

Pela sua Saúde - março 2017


Durma bem!

Dormir é importante. Há (boas) razões para dormirmos um terço da nossa vida.

Durante o sono ocorrem processos com impacto no desempenho diurno. Estes permitem o desenvolvimento intelectual e cognitivo, melhorando as capacidades de concentração, trabalho, raciocínio e memória. Adicionalmente, uma boa qualidade de sono reforça o sistema imunitário e reduz o risco de diabetes, obesidade e doenças cardíacas.

As necessidades de sono são diferentes entre indivíduos. Habitualmente, uma criança em idade escolar precisa de dormir 10 a 11 horas, um adolescente 8 a 10 horas e um adulto 7 a 9 horas. Porém, por características pessoais, é também “normal” situar-se acima ou abaixo destes padrões.

Mais de 1 em 5 portugueses sofre de perturbações do sono. Conheça os sinais de alerta, como: dificuldade em adormecer; despertares frequentes, prolongados ou injustificadamente cedo; ansiedade ou agitação durante o sono; sensação de cansaço ao acordar; sonolência e fadiga diurnas; dificuldades de concentração e atenção; ansiedade e irritabilidade.

Saiba melhorar a qualidade do seu sono. Procure: manter horários de deitar e acordar; evitar refeições pesadas, álcool e cafeína antes de dormir; garantir silêncio, temperatura e iluminação confortáveis no seu espaço de dormir; abolir aparelhos electrónicos antes e durante o sono; promover rotinas e estados de espírito tranquilos antes de dormir.

Se necessário, procure auxílio médico. Não deixe estas perturbações lhe tirem o sono!

 

Ricardo Racha-Pacheco

Médico de Saúde Pública

Unidade de Saúde Pública HIGÉIA

ACES Almada-Seixal